97 páginas para acrescentar ao seu cv, diogo queiroz de andrade.

tiro no péTentei publicar as palavras abaixo, assim como o anexo (em rodapé), na página do director-adjunto do Público, diogo queiroz de andrade. Porém, o indivíduo, após levar porrada de criar bicho, fechou os comentários. Imagino que o próximo passo seja apagar o post. Para que não se perca, para ajudar à urgente regeneração do Público, aqui fica. Com a devida vénia aos truques da imprensa portuguesa.

Não vá o Facebook (ainda ontem aconteceu com o Público) ter algum tanglomanglo e perder-se um dos maiores feitos… falta-me aqui o adjectivo, mas a substância é tanta e tão elucidativa…

vexa logrou virar o avesso do avesso, não perdendo de vista o objectivo (cumprido!) de jurar um jornalismo às avessas sem ter reparado, o que não é simples. Aqui escreveu com outra cara?, que não a de subdirector do Público? Isso não existe. Só no pequeno grande mundo de vexa, vestido de alumínio e marfim. Mas imagino que até vexa já tenha alcançado isso.

Parabéns por esta obra prima, homenzarrão. Um conselho: antes de afrontar alguém, tire-lhe as medidas. Olhe-lhe os dentes.

Agora clique no link e leia por aí abaixo. E, repare, não foram Os truques da imprensa portuguesa (parabéns a eles!). Foi vexa. Sozinho, pá. E isso tem imensa piada. O que faz de vexa um truque assumido; um auto-truque. Não precisa que o desvelem.

PS (calma, diogão, não é esse) – Ganda malha, Pedro Bragança. A vossa página, o teu comentário… mas atentem, que eles andam tão “atentos” que se revelam sozinhos (e esse é o vosso mérito!).

[O parágrafo seguinte, tendo em conta o meu nome lá em cima, perde algum sentido, mas opto por manter o comentário tal como era para ser publicado]

Quase me esquecia de assinar, porra. O que apenas faço para que o enorme Diogo não perca tempo a encontrar-me, naquele jornalismo de investigação tamanho, e acabe por confundir-me com os Truques. Eles estão muito acima. Eu só faço colecção de cromos (cumprimentos ao paulo pinto mascarenhas).

Cliquem neste link para aceder às 97 páginas referidas no título. E não precisas de agradecer, diogo. Não mereces menos. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s